quarta-feira, 30 de maio de 2018

Resenha de Como nunca imaginei de Naiara Aimee




Como nunca imaginei — Naiara Aimee

Ebook, Amazon

283 páginas — 5  






Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim!

Vim trazer para vocês a resenha de um livro que me fez ficar eufórica, nervosa, completamente feliz e, até mesmo, soltar algumas lágrimas. Devo ressaltar que, quando tive a honra de lê-lo, já fazia bastante tempo que um livro não me tocava dessa forma, me deixando com um sorriso bobo, aflita pelo livro ter terminado e o imaginando como um filme, que eu desejava, na verdade, nunca terminar.





Sendo narrado em terceira pessoa, o livro mostra, primeiramente, a vida de Débora, gerente de uma loja de vestidos de noiva, que ainda não se recuperou de uma perda em sua vida. Para quem olha de longe, Débora parece estar vivendo normalmente: trabalha, vai para casa descansar, acorda cedo para correr e tudo mais. Porém, toda sua rotina está moldada na antiga de sua falecida amiga. Ela tenta resgatar cada traço da amiga, e está terminando por enterrar sua própria personalidade.



“Débora deixou a loja com uma sensação estranha, como se, ao invés de um vestido, estivesse deixando lá uma amiga, ou um diamante precioso.”




Até que, em certo dia, Débora recebe uma visita inesperada na loja em que trabalha. Uma senhora desconhecida lhe dá de presente um vestido de noiva, um tanto antigo, mas ainda bem bonito. E, logo depois, um baú chega em sua casa, carregando consigo um diário e uma história a ser descoberta.

A partir daí, através da leitura de Débora, conhecemos uma mulher batalhadora que superou muitos obstáculos colocados por sua família e pela época em que viveu. Essa se chamava Giovana, a mulher que Débora aprende a admirar após descobrir que ela passara por uma triste época lutando pelo amor. 

Ao fim da leitura do diário ela descobre tantas coisas que se vê eufórica novamente com a vida e desesperada para saber o desfecho daquela história que não havia sido escrita nas folhas gastas do caderno.


“Cara Srta. Giovana, espero não estar sendo audacioso e inconveniente, porém precisava que soubesse que, desde a primeira vez em que a vi, seus olhos chamaram os meus e eu não pude resistir àquele encontro.”

Agora Débora parte para conhecer a segunda metade da história e, assim, começar sua própria história e lutando em suas batalhas, tendo como exemplo as grandes mulheres que a presentearam com a coragem e a fé que ela necessitava.


Não irei mais citar nada desde livro porque, de verdade, podia ficar falando eternamente desse livro. Mas quero tanto que cada página seja uma surpresa para vocês. Toda a história se passa no Brasil e Naiara Aimee soube, de verdade, mostrar o lado obscuro de nossa história de um modo, ainda que triste, suave e transmitindo toda a força, coragem e determinação de um povo. As três mulheres retratadas são, de uma forma, diferentes. Contudo, o grande coração de cada uma e a fé tão viva se desdobra em um destino realmente brilhante, as unindo em uma só.




Eu agradeço muito a Naiara Aimee, eu realmente sou apaixonada por esse livro. Ele me tocou em muitos sentidos, a persistência, a força e o enredo, encaixado em cada detalhe, é completamente emocionante. Ele também tem um toque teológico, mas, para aqueles que não são amantes de livros com pegada cristã, calma!!! Ele não vai te sufocar, ele é bem suave, mas também mostra a fé de cada personagem bem exposta, em seu modo de agir e falar (e, para mim, esse jeito que a Naiara escolhe passar suas crenças é sempre bem linda!).




“Ele sorriu e puxou-a para seu peito. Débora descansou ali, sentindo-se protegida e confortada. Estava louca para se sentir assim a vida inteira, enquanto ele estivesse ao seu lado.”



Se preparem para se emocionar com personagens reais, tocantes e DEUS DO CÉU, incríveis! Cenários de suas respectivas épocas, nos ensinando um pouco da história de nosso país (sou daquelas que ama conhecer mais da época através de livros!), e o vestuário belíssimo, estilosos e delicado, de verdade, amo esses vestidos de época!

Com certeza eu já falei de mais, só que era muito necessário! Estou caída por esse livro (toda xonada!) é espero mesmo que vocês fiquem também. Deixem seus comentários aí para eu saber a opinião de vocês. Um beijos e até....




Pode ser adquirido em:


E avalie o livro na AMAZON

Você também pode seguir a autora no INSTAGRAM (@deepocaaimee)




segunda-feira, 21 de maio de 2018

Resenha de Noiva até Sexta da Catherine Bybee





Noiva até sexta — Catherine Bybee
Editora Verus
307 páginas —  5  +  










Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim!

O terceiro livro da série Noivas da Semana veio para abalar meu coração! Como os anteriores, esse livro é narrado em terceira pessoa, mostrando nos pontos de narrativa a Gwen Harrison, irmã do nosso já conhecido duque de Albany (vulgo Blake Lindoso) e Neil MacBain, o segurança particular da família Harrison.



Eu tenho logo que falar que talvez eu me empolgue demais nessa resenha, pois esse é meu livro favorito de toda a série! Bem, nesse livros vamos rever todos os nossos personagens já conhecidos e sermos apresentados a outros, e preparem os corações porque nesse livro a autora ganhou coragem extrema para mexer com seus personagens, os colocando em risco e dando um ótimo mistério para nos fazer se agarrar ao livro com unhas e dentes e suspirarmos com todo o romance e tensão envolvidos.

Gwen é uma aristocrata inglesa assim como seu irmão, porém todos acreditam que ela não passa de uma menina que ainda está aprendendo sobre o mundo e que merece total vigilância, quando, na verdade, ela é corajosa, gosta de ser independente e adora seduzir um certo guarda-costas. Com isso em mente, Gwen decide entrar na Alliance, a agência de Samantha (sua cunhada) que negocia casamentos, fazendo na verdade uma transação comercial por meio de alianças e beijos falsos. Gwen termina se mudando e ao lado de Karen, que também começou a trabalhar na Alliance, vão morar na antiga casa de Sam, onde se tornam alvo fácil para supostos assassinos.


"Seus binóculos seguiram Neil enquanto ele puxava a garota da casa e a fazia entrar no carro dele.
(...)
Agora que Mac tinha provado que a mulher significava algo para ele, era hora de pegá-la."


Neil MacBain é o guarda-costas da família Harrison, claro que ele não age sozinho, mas digamos que ele é o chefe de todos os outros seguranças e ele que garante o bem estar da família. Como ex-militar, Neil tem segredos de mais e um passado que compromete todo seu futuro. Mas, o que ele não contava, era se sentir atraído por uma de suas clientes, Gwen, enquanto ele a mantém em segurança, a atração só aumenta e tudo termina por sair de seu controle quando ela vira alvo de assombrações de seu passado.  


"É hora de se perdoar pela morte dessas pessoas, Neil. Quando fizer isso, poderá seguir em frente com a sua vida. Caso contrário, não vai conseguir dormir e não vai ter um minuto de paz."


A partir desse momento Neil precisa garantir que a mulher que domina sua mente esteja a salvo e longe de seu passado turbulento. Esse livro foi realmente uma enorme surpresa para mim, eu não achava que iria me envolver tanto com o passado de Neil e muito menos com Gwen que não é nada de uma garotinha riquinha. Ela é totalmente diferente do que enxergamos nos outros livros por meio de seus personagens. E ela não é o tipo de mulher que desiste daquilo que quer, ela vai fundo no passado de Neil, tentando resgata-lo e fazer com que viva o presente é que tenha um futuro. E Neil deseja isso com muita força, querendo que Gwen esteja segura e junto dele, se for possível!



O que não faltou nesse livro, para mostrar o lado militar de Neil, foi ação! A autora não diz que ele é um militar forte e seguro de si, que sabe mexer com armas e tudo mais. Ela mostra, com cenas eletrizantes e fatos bombásticos, eu fiquei completamente chocada e algumas vezes fiquei com um friozinho na barriga com medo de que meus personagens ficassem realmente mau.
E o romance, nossa, Gwen e Neil serão para sempre meu casal favorito, o amor de verdade cresce gradativamente. É claro que já havia um clima entre eles, mas durante a fuga que eles fazem, tentando se manter seguros, é que os dois se conhecem de verdade e nos deixam saber de todas as loucuras que já fizeram na vida.


Outra coisa muito legal no livro é que iremos conhecer novos personagens, como já havia falado, mas que tornaram a trama ainda mais embolada. E não se esqueçam dos personagens apresentados, lembre-se que todos os personagens nessa série são sempre importantes!

"Não sou muito bom com palavras. (...) Mas prometo sempre encontrar as palavras certas para fazer você se sentir segura e amada."


Espero mesmo que vocês tenham curtido a resenha. Eu não consigo parar de indicar essa série, e o principal é eu realmente ter amado esse livro. Ele me deixou de ressaca literária e, com certeza, um dia irei reler só para me apaixonar mais pelo Neil. Um mega beijos e até...

Pode ser adquirido em:



quinta-feira, 26 de abril de 2018

Resenha de A princesa escondida da Laura Machado





A princesa escondida — Laura Machado
Editora Talentos da Literatura Brasileira
414 páginas — 5 +




Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim.



Uma das obras mais esperadas por mim no ano de 2017 foi “A princesa escondida”, um dos meus livros mais amados que, antes de sua publicação, fora postado na íntegra na plataforma online Wattpad, atribuindo mais de um milhão e meio de visualizações.

Um livro com personagens reais, diálogos naturais e contagiantes, tudo isso por meio de um diário.





Elisa Pariseau parece realmente ser uma garota comum que acaba de ingressar na Escola Preparatória de Belforte, onde todos os jovens de classe alta de Parforce entram para decidir que caminho deseja seguir antes da faculdade. Só que a vida de Elisa tem um enorme “porém”, ela não é nada menos que a terceira na linha de sucessão de seu país, mas ninguém pode saber sobre sua verdadeira identidade.


“”Claro. Esconder um filho da sociedade, fingir que tem outros pais e nunca tirar fotos direito é bem tradicional”
Claro que não é. Na verdade, nunca aconteceu antes e sei que meus pais passaram vários anos tendo de convencer o resto do país do porquê dessa decisão.”


O fato é que Elisa não tem apenas seu segredo para se preocupar em manter, e sim toda sua vida, afinal, ela é ainda uma adolescente que realmente quer viver intensamente e livremente.  E mais do que nunca, sua vida está passando por uns bons solavancos quando sua melhor amiga já não faz mais tanto assim parte de sua vida, quando está se ganhando interesse no cara mais popular da escola e, a maior tensão de todas, ao perceber que entre ela e seu amigo de infância — agora, seu guarda pessoal — poderá ter mais do que uma singela amizade. No meio disso tudo ela ainda é inscrita em uma competição, os Jogos Belforte, contra sua vontade.





Esse foi o livro responsável pela minha completa paixão pela realeza. De verdade, antes dele eu nem ligava tanto para títulos e coroas, mas, após a leitura dele, e perceber o quão é envolvente esse tema, eu me apaixonei! A Laura tem o dom da naturalidade em tudo que escreve, aqui conhecemos Elisa que é uma princesa, mas em momento algum deixa de ser uma pessoa viva, com seus pensamentos e erros.  Ela é uma adolescente, junto vem todo o sentimento de vontades, às vezes, reprimidas por sua posição social e sentimentos indecifráveis que ela gostaria de gritar por todos os cantos. O que mais gosto nesse livro é ele ser narrado por meio do diário de Elisa, nos mostrando apenas o ponto de vista dela. Em certos momentos eu lia e falava "Elisa, você não reparou nisso?" e ficava imaginando se fosse eu naquela posição, quanto tempo eu realmente levaria para me dar conta de tal coisa, ou se ao menos me daria. Ler sobre é um tanto fácil se comparar a vivenciar! E é isso que a protagonista nos mostra, mas mostra também o quanto é real e autêntica em cada frase. Cada parte dela sendo mostrada, a que sente raiva, paixão e ate mesmo sua parte dramática.


"Sim. Sou dramática. Tão dramática, aliás, que a minha vontade é de subir na minha mesa agora, no meio da aula, e dar um tapa no peito, com orgulho. Sou. Dramática. Sim!
Melhor do que não senti nada."


Tudo nesse livro criou em mim uma fascinação! Não é apenas Elisa que é bem construída, todos os personagens ao redor da protagonista tem seu modo de ser e de agir. Cada um representando algo na vida de Elisa. Por muitas vezes, pelo olhar dela, consegui me sentir amiga de suas amigas e torcer para a felicidade de cada uma.

Outro ponto muito forte na história é o lugar onde tudo acontece. Parforce é um país fictício, criado pela autora, juntamente como a escola preparatória e seus uniformes. Tudo isso só aumentou minha paixão pelo livro. Adoro saber que cada aspecto da história foi retirado diretamente da imaginação da autora e, mais uma vez, eu consegui me reconhecer dentro dos domínios da Escola Preparatória. Existem dois grupo: Ciências e Artes, azul pretroleo e vinho. Obviamente eu me identifiquei com artes e, graças a Deus, Elisa era de Artes (sim, eu pude experimentar como seria estar bem ali em Parforce, curtindo ser de Artes haha).




E o romance, ah, de te arrancar milhares de suspiros! Ele não é algo que aparece em cada canto do livro ou também que se desenvolve rapidamente. Não, gente, se preparem para sentir o romance nascendo aos poucos, te fazer soltar risinhos bobos e sonhar com esse romance a cada página! Sim, sou bem apaixonada mesmo por essa história e louca para a autora lançar o próximo. Indico para todos, um bom livro, ótimos personagens, ambientação linda que, socorro, eu quero ir para Parforce.  Amor e amizade sempre presente, leiam, leiam e leiam! Vejam o quanto esse livro é um amor e o quão intenso ele pode ser da forma mais simples do mundo: sendo vivo em cada aspecto, natural e lindamente envolvente! 


"Ainda que cada centímetro do meu corpo gritasse que aquela era a última coisa que eu queria, ainda que uma voz implorasse dentro da minha cabeça para que eu voltasse atrás, sabia que devia a mim ser fiel a quem eu sou e não me transformar na pessoa que o tira da vontade de viver."

Se quiserem saber mais sobre a autora e suas obras, podem acessar seu site pessoal chamado Parforce Insider

Você pode também conferir a resenha em vídeo logo abaixo:




Adquira o livro na loja oficial da autora e ganhe diversos brindes
LOJA DA AUTORA


Siga a autora no 


quinta-feira, 19 de abril de 2018

Resenha de Ilha dos deuses da Nora Roberts






Ilha dos deuses — Nora Roberts, Editora Harper Collins
204 páginas — 4,5  + 




Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim.



Esse ano eu tirei para ter novas experiências na minha vida literária. Já li Júlia Quinn e seu falado livro (e pretendo ler todos os outros agora!) e essa foi a vez de Nora Roberts, que deve ser a autora com mais livros publicados que eu tenho conhecimentos (meu Deus, 160 romances, tá!).


A leitura se tratou de um romance rápido, misterioso e, para mim, bem surpreendente.




"O destino é um fenômeno estranho e maravilhoso."


O livro, narrado em terceira pessoa, vai apresentar Morgan James, uma americana que trabalha como intérprete da ONU e, após recusar diversas vezes tirar suas merecidas férias, aceita ir para a Grécia, conhecer o novo lar de sua melhor amiga, Liz, que há alguns anos casou-se com um milionário grego.


Morgan está verdadeiramente feliz e relaxando pela primeira vez em muito tempo, sendo cercada por amigos. O ar da Grécia é tranquilo, repleto de lendas e com alguns homens extremamente galantes para flertar. Até que Morgan decide que um mergulho a luz da lua  poderia ser uma experiência deliciosa, porém, para Morgan tudo se desdobra em algo perigoso e misteriosos.





Nessa noite ela é mantida, por alguns minutos, refém de um homem armado. Morgan sente o terror correr por todo seu corpo, desesperada e agoniada, ela termina por desmaiar e, assim que acorda, conhece seu captor que, no máximo, a deixou com um arranhão. Nicholas Gregoras não é nada menos do que um homem charmoso, rico e, até agora, de caráter duvidoso. Morgan não acredita que ele seja uma boa pessoa, mas o homem, após o incidente que diz ser por culpa dela estar em perigo, ele volta a aparecer em cada canto, em festas e passeios que seus amigos promovem.




"Estava tão quieto que ela podia ouvir as ondas quebrando suavemente na areia a alguns metros dali. Acima de sua cabeça, em meio aos espaços entre a folhagem, as estrelas ainda brilhavam. Aquilo devia ser um pesadelo, disse a si mesma. Não podia ser real. Mas quando tentou se mexer, o peso do corpo vigoroso sobre o seu provou ser muito real."


O romance começa a acontecer quase que desde o começo do livro, não verdadeiramente dito, com um amor e tudo mais, mas mesmo assim o magnetismo e a tensão entre Morgan e Nicholas é quase palpável, e a personalidade forte dos dois batem de frente o tempo inteiro, o que me causou muito interesse em como cada um iria aceitar o outro.


Mas o que eu achei que fosse ser um romance apenas, se desdobra em uma cena de crime que nossa própria protagonista descobre. Um assassinato, e Morgan fora quem descobrira o corpo, vira evidências, e a viagem dos sonhos se transforma em um mar de suspeitos. 





Durante toda a leitura eu suspeitei de cada personagem! Não havia nenhum bonzinho o suficiente para ser confiável, senti mesmo pena por Morgan, ela não podia confiar em ninguém para depositar seus pensamentos. E Nicholas, o homem que parece querer protegê-lo a todo custo por culpa da atração que sente por ela, não mostra suas verdadeiras intenções durante as investigações, e nem mesmo quando li sobre as cenas dele, não soube dizer se ele era um criminoso ou alguém em que nossa protagonista poderia crer nas palavras ditas.




"Ele a fizera sentir medo desde o primeiro instante. Mesmo a amando, não poderia lhe proporcionar nada mais. Não tinha o direito de lhe dizer, naquele momento, que seu coração pertencia a ela. Uma vez que lhe dissesse, Morgan talvez lhe pedisse para abandonar suas responsabilidades."


A leitura em si foi cheia de reviravoltas, cada um mais surpreendente, a autora nos força a suspeitar de cada pessoa que passa por Morgan, mesmo aqueles personagens que gostamos. Nicholas é um personagem da qual sentimos a relação de amor e ódio, ele é muito duro com Morgan o tempo inteiro, mas também nos faz entender o porquê disso, do porque quere-la longe e protegida. E Morgan é realmente uma heroína, corajosa até a última página, ela quer desmascarar o assassino que ronda a ilha e que está propagando o terror no meio de seus amigos pela morte causada. Foi realmente uma excelente leitura, uma coisa alí ou aqui que eu não gostei, mas não algo que me fizesse parar a leitura ou não apreciar a escrita da autora que, aliás, é realmente incrível. Nada de mais, porém com analogias nos pontos certo e romance na quantidade adequada, sem estragar o mistério incrível e a personalidade forte de Morgan.




Recomendo para todos que ainda não leram Nora Roberts, e para aqueles que já conhecem a escrita dela, podem correr parar ler "Ilha dos deuses" e morrer de curiosidade a cada página virada e, ao encerrar, finalmente sanar todas as suas suspeitas.




Pode ser adquirido em:







terça-feira, 10 de abril de 2018

Resenha de Assim como és de Naiara Aimee






Assim como és — Naiara Aimee


E-book/físico pela Editora Portal (selo Reino)
86 páginas 
 5  + 





Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranha assim.



E vamos nós com mais uma resenha aqui no blog, dessa vez a resenha desse conto já está disponível no YouTube (clique aqui para assistir ou vá até o final desta postagem) e agora eu venho trazer a resenha escrita e novidades sobre o conto que, antes, foi publicado na plataforma Wattpad, e que agora está disponível em e-book e estará, em breve, disponível em formato físico publicado pela editora Portal (confira mais informações clicando aqui!).






Assim como és, se trata de um conto de época que vai nos mostrar a vida de Rebecca Kingsbury, uma menina que sofre com uma dificuldade na fala e que, consequentemente, é menosprezada por sua mãe, já que não poder falar de forma completamente legível está fora dos padrões da sociedade. Porém, sua dificuldade em se comunicar não a impede de mostrar suas opiniões, e isso se mostra melhor quando essa menina cresce e se transforma em uma belíssima mulher. Para a infelicidade de sua mãe, Rebecca continua com seu problema na fala, mas a jovem não se abala com isso, conseguindo sempre fazer amizades e conquistar corações.


A única pessoa que incomoda Rebecca plenamente é Henry Ashford, um cavalheiro que na infância humilhou Rebecca e a fez realmente criar certa mágoa por ele. Mesmo ela não querendo, Rebecca nunca conseguiu esquecer do que passara na infância e, por isso, quer manter distância deste homem. Porém, as coisas mudam quando Rosamund, sua irmã mais nova, decidi que está perdidamente apaixonada por Henry e a mãe delas decide que não existirá partido melhor para sua filha. E então, será que Rebecca Kingsbury irá perdoar Henry pelo que lhe fez no passado e aceita-lo como parte da família?


"Ela percebia que seguir a filosofia do pai de não deixar que as pessoas fizessem a sua vida triste, pois assim ela realmente seria, se tornava difícil, ainda mais porque Ashford parecia preencher boa parte da sua vida, por mais que ela resistisse, sorrisse, fosse forte e se negasse a deixar que aquilo tirasse todo seu vigor."

Esse conto é simplesmente tocante! "Assim como és" é uma surpresa para qualquer leitor, Rebecca é uma personagem corajosa por enfrentar as dificuldades que a vida foi colocando em seus caminhos onde quer que fosse, mais ainda por não guardar rancor pelas pessoas que a rodeiam e, sim, amá-las com todo coração. Infelizmente, o destino fez com que ela entendesse mal alguns fatos e ela, pela primeira vez, passou a sentir extrema aversão por Henry que precisará provar a ela que é o contrário de todas as coisas ruins que ela imaginara.







A narração é completamente delicada, estou para conhecer autora de época que consiga conquistar meu coração dessa forma. Não sei exatamente qual técnica Naiara usa para escrever, mas a cada palavra eu sinto a leveza das palavras, os sentimentos fluindo dos personagens para mim e tudo fazendo o completo sentido até a última página. Todos os personagens tem suas características únicas e, devo admitir, que uma em especial me surpreendeu muito durante o desenrolar da história, com sua lealdade e companheirismo voltados a Rebecca, completamente. E Rebecca, ah, tenho que dizer que a determinação e cumplicidade com todos é extremamente linda, sua determinação em ser feliz é admirável, mais ainda para a época em que vive e com todos os obstáculos impostos a ela. Henry, com quem tem o terrível desentendimento é realmente um cavalheiro, daqueles que toda dama e garota moderna sonha em ter.

"Ele não disse nada, apenas fechou seus olhos e correspondeu ao abraço. Tudo que ele queria era sentir. Precisava apenas sentir. Ela estava ali, depois de tê-lo partido em mil pedaços, mas não importava, ela estava ali e isso era tudo que ele queria, o milagre que havia pedido."

Sempre que realizo a releitura desse conto, me surpreendo o quanto continuo sendo afetada pelas palavras de um modo tão bom, guardando cada uma delas em meu coração e levando cada mensagem de carinho comigo. Tudo nesse conto vai ser mágico, desde a ambientação até o enredo contagiante.

Veja a resenha em vídeo logo abaixo




Realize a compra na

AMAZON (e-book)     FÍSICO (em breve)

Siga a autora  no

INSTAGRAM   e    WATTPAD
 (@deepocaaimee e @naiaraaimee) 
   












quinta-feira, 22 de março de 2018

Resenha de Esposa até segunda da Catherine Bybee







Esposa até segunda — Catherine Bybee
Editora Verus
 252 páginas —  4  + 





Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim!


Aqui estam
os com mais uma resenha! Hoje decidi resenhar o segundo livro da série "Noivas da Semana", a qual o primeiro volume já tem resenha disponível no canal, basta clicar aqui.


No segundo volume da série, a autora quis se desafiar ao incluir um pouco mais de ação e suspense, o que tornou tudo bem mais interessante e ela sacrificou um pouco mais seus personagens. Para quem não sabe, comecei a ler essa série da forma mais errada possível, mas isso ajudou muito na minha paixão pela série. Inicie a leitura: pelo terceiro volume, depois o primeiro e o segundo. Então, se você não gostou do primeiro, NÃO DESISTA!, a coisa vai ficar muito legal, sério!







Nesse livro iremos rever personagens já conhecidos e sermos apresentados a novos. Eliza Havens é a melhor amiga de Sam (de Casada até Quarta, dona da empresa Alliance - cujo objetivo é casar temporariamente homens e mulheres, realizando na verdade uma transação comercial), que gerencia a agência da amiga. Ela está realmente feliz com sua vida, tem amigos para amar e ser amada, o único problema é o melhor amigo do marido de Sam, Carter Billings. As implicâncias e brigas que rolam entre esses dois é pura química, e os olhares escondidos nós já percebemos desde o primeiro livro.



Com sua beleza hollywoodiana, ele poderia conquistar qualquer mulher, mas a única coisa no momento que ele mostrar desejar é o cargo de governador do estado da Califórnia. Mas, confusões por culpa de uma bebedeira e alguns valentões, Carter termina por precisar de uma esposa para mostrar ao estado da Califórnia que é um homem de família e de paz, e que deseja ser um dos exemplos daquele estado como governador. Então entra em ação nossa querida empresa Alliance, mas quem melhor poderia ser sua esposa temporária do que a mulher por quem ele sente uma enorme atração? Exato, a Eliza entrou no plano de candidatura do Carter! Mas, só talvez, não seja só apenas por sua candidatura não é mesmo povo romântico que gosta de um suspense básico?!



"Eliza não fugiria. Ainda não. Aceitaria o conselho de Jim e evitaria se expor. Relembrou alguns movimentos que a manteriam confiante, ainda que não necessariamente segura.


Ela observaria.

E ouviria.

E correria até não poder mais se seu passado quisesse alcançá-la, ameaçando as pessoas que havia aprendido a amar."


É a partir daí que percebemos que Eliza Havens tem muito mais a esconder do que uma personagem comum. A polícia está envolvida nessa história, e pouco a pouco o leitor é conduzido a formar teorias apenas para desfazê-las mais a frente. A minha opinião pode ser definida por uma simples frase: adorei, porém o final me deixou meio cabisbaixa, não odiei, mas mesmo assim....





O romance surge gradativamente, vemos que o casal tem atração e um forte carinho um pelo outro, ainda mais por já se conhecerem e terminarem por serem melhores amigos do casal queridinho do primeiro livro, mas o amor realmente vai crescendo aos poucos e os dois não ficam na suprema negação de que existe após certo momento do enredo, onde todos os segredos são desvendados. O humor sarcástico do casal também é bem presente, e eu amo poder me divertir com essas discussões, aquele estilo casal clichê que a gente pode ter a certeza de que vai amar (nem gosto!). (Esse livro tem algumas cenas hots, mas podem ser puladas sem muitos problemas, você não vai perder algo que faça sentido na história ao pulá-las.)




"Todos os olhares estavam em sua noiva, o que satisfazia Carter perfeitamente. Quando ela apareceu sob o sol e olhou para o caminho gramado que levava até ele, seus olhares se encontraram, e o nervosismo dele desvaneceu com a brisa"



O mistério é mostrado pela autora de forma cuidadosa, como havia falado no início, a Catherine Bybee foi mais corajosa dessa vez, sem medo de colocar seus personagens em risco e deixar o leitor indo a loucura de tão desesperado em certas cenas, mais ainda quando não são os nossos protagonistas foram o foco da narração. Mas, ao final, eu percebi que a autora ainda não estava preparada para fazer grandes coisas de ação nesse livro, ela desempenhou um papel incrível no desenvolvimento de seu enredo, mas a Eliza e o Carter devem ser os queridinhos dela. O final não é decepcionante, mas abaixa a adrenalina que estava ligada na mente desde o início. 



Em questão de personalidade, a Eliza é uma mulher extremamente forte, é legal ver como ela não aceita a situação em que é obrigada a viver e como luta pelos que ama. O passado dela também foi bem construído, gosto de como a autora não faz aquele drama completo, mas mesmo assim deixa um peso fluindo durante o enredo. Carter é um personagem completamente fofo e apaixonado, sério, puro amor por esse homem. Ele é honesto, leal aos seus amigos e tem tanto amor pra dar, gente, caído por esse homem (suspiros!).



Uma leitura MEGA válida, principalmente se você está passando por algum estresse ou coisa do tipo, a autora não fica enrolando, é bem objetiva e sabe como descrever bem uma cena, e se você ama interação de personagens (principalmente com personagens dos próximos livros e dos anteriores) vai ficar caidinha pelos diálogos parceiros que essa série tem. E esse livro vai te deixar totalmente ansiosa para o próximo livro e, preparem os corações para depois do livro 2, porque o terceiro volume tem altas tretas (não tinha uma palavra melhor para definir haha)!





É isso meus queridinhos, espero que vocês tenham gostado da resenha, mês que vem eu libero a resenha do meu livro favorito da série (#ansiosa). Um beijo e até...


Esposa até segunda da autora Catherine Bybee pode ser comprado nas lojas: Amazon, Submarino, Lojas Americanas e Saraiva.